Comando News – A presença das mulheres nas corridas de rua nunca foi tão grande. Não importa a motivação: as mulheres trocaram os saltos pelo tênis e ganharam as ruas, avenidas e parques das cidades. O fato é que está cada vez mais claro que a corrida é uma grande ferramenta para transformar sua vida positivamente. “A Corrida da Mulher Renault é muito mais que uma prova. É um projeto em que pensamos na experiência delas em cada detalhe – a começar pela EXPO que esse ano será aberta ao público e acontecerá no Four Points By Sheraton”, afirma Arthur Trauczynski, diretor de negócios da Global Vita Sports. Na EXPO da Corrida da Mulher Renault, as mulheres vão encontrar ações de patrocinadores, lojas com descontos exclusivos,daycare com tratamentos de beleza gratuitos e muito mais. A novidade este ano fica por conta de um Talk Show By Band Mulher, ao vivo, com a Giselle Suardi. A apresentadora do programa vai apresentar uma série de palestras que abordarão temas como a saúde feminina, empreendedorismo, nutrição contar muitas histórias de mulheres inspiradoras. “Criamos a EXPO na Corrida da Mulher Renault com o objetivo de ampliar a experiência positiva das participantes que são mulheres que estão correndo em busca de sonhos e realizações seja no esporte, no trabalhando, na família e se desdobram em mil para dar conta de tudo”, diz Arthur Trauczynski, da Global Vita Sports.

Corrida_Mulher-19

 

A Corrida da Mulher Renault acontece no domingo, 10 de março, às 7 horas, e está com as inscrições abertas para as provas de 6K ,10K e Corrida Kids no site https://ticketagora.com.br/e/18-corrida-da-mulher-2019-7052. A largada será na Avenida Cândido de Abreu 127, em frente ao Shopping Mueller, no Centro de Cívico de Curitiba. A EXPO acontece no Hotel Four Points Sheraton by Sheraton, na véspera, sábado (9) – Avenida Sete de Setembro, 4211 – Água Verde, local também onde serão entrega dos kits, das 9h às 20 horas. A entrada é franca.

18 anos da Corrida da Mulher Renault e milhares de histórias de superação

A prova completa 18 anos em 2019. Para marcar essa data tão especial, a equipe de comunicação da Global Vita Sports, utilizou como mote para divulgação do evento a campanha “Corra como uma mulher” uma ação para homenagear histórias reais de superação, como a Lilian Jublanski, Daniela Cubas, Valdívia Coelho e Gabrielle Mahamud, mulheres que ganham troféus pelas vitórias da vida.

Em 2008, Lilian sofreu um grave acidente de moto, teve múltiplas fraturas e teve que usar um fixador externo por 60 dias. “Muita gente me disse que eu nunca mais iria voltar a correr, mas em 2015 eu procurei uma academia para ter qualidade de vida. Lá eu conheci um grupo de corrida e não parei mais. Comecei fazendo provas de 5K e hoje faço ultramaratonas de 6 horas” conta Lilian.

Já a Daniela Cubas é endocrinologista, corre há 9 anos e utiliza o esporte para manter a forma e aliviar as tensões desua rotina no consultório. ”Comecei a correr meio sem querer: fazia aula de spinning para saúde, ajudar a cuidar do corpo e perder os quilinhos adquiridos na residência médica. Então, uma vez o professor começou a mesclar spinning com corrida e eu e uma amiga nos apaixonamos tanto pelo novo esporte que trocamos as bicicletas estáticas na academia pela corrida na rua”, conta a endocrinologista e corredora.

Outra história inspiradora é a da Valdívia Coelho. A Val, como é carinhosamente conhecida no universo da corrida de rua, começou na modalidade aos 42 anos e hoje, oito anos depois, é presença constante nos pódios. Pouca gente sabe que a Val, além de ser uma grande vencedora nas ruas, concilia a criação de cinco filhos com os treinos e ainda se divide entre três empregos para sustentar sua família e seus sonhos. “Correr é muito mais uma questão de força de vontade. Se você esperar o momento ou a condição ideal para treinar, você nunca vai dar o primeiro passo. Por isso, minha dica é comece de onde você está, com aquilo que você tem”, aconselha Valdívia.

Prova ganha embaixadora

 

Gabi_Mahamud_1

A Corrida da Mulher Renault terá Gabrielle Mahamud como embaixadora da prova. Com apenas 27 anos, a jovem publisher do Blog Flor de Sal e idealizadora do GoodTruck Brasil – www.flordesal.blog.br/goodtruck , um projeto colaborativo que transforma alimentos que iriam para o lixo em centros de abastecimentos, mercados e feiras livres em refeições que são distribuídas por food trucks para moradores de rua de Curitiba. Gabrielle conta que a corrida entrou na sua vida há seis anos de uma forma transformadora. “Foi porque comecei a correr que hoje eu sou o que sou. Pela corrida comecei a me alimentar melhor e prestar mais atenção na minha saúde física e mental. Foi a partir daí que comecei o blog de receitas saudáveis e que acabei chegando até aqui”. Gabi é autora de um livro de receitas de seu blog que é best seller, fundadora do projeto social GoodTruck Brasil e do Flor de Sal – blog, marca de produtos saudáveis, assinatura em cardápios e produtos. Além disso, a jovem empreendedora recebeu a moção honrosa da Prefeitura de Curitiba por seus trabalhos em prol da sustentabilidade e é representante do Brasil no Unleash Lab – uma espécie de laboratório global de inovação que promove o intercâmbio de ideias e iniciativas para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU.  “Fiquei muito feliz com o convite para ser embaixadora da Corrida da Mulher porque essa prova é focada em mulheres reais, que correm não só com o tênis nos pés, mas correm diariamente para dar conta de toda uma rotina desgastante. A Corrida da Mulher Renault vem para criar um espaço de acolhimento, segurança e união entre as mulheres de verdade, dando a oportunidade de falarmos sobre a nossa força nas mais diversas áreas, além de, claro, ser uma ótima oportunidade de nos divertirmos muito juntas” finaliza Gabi.

Mulheres e a corrida de rua, uma história recente

A história das mulheres com a corrida de rua é relativamente recente. Durante muito tempo, as mulheres foram impedidas de correr grandes distâncias pois acreditava-se que o corpo feminino não tinha força e resistência para participar de uma prova. No Brasil, até meados da década de 1970 as mulheres não tinham o direito de participar da São Silvestre, prova mais tradicional do País, realizada desde 1925. Vale lembrar que a primeira mulher a correr uma prova de longa duração no mundo foi a norte americana Kathrine Switzer, em 1967. Kathrine fez a inscrição na Maratona de Boston usando suas iniciais para esconder seu gênero e protagonizou uma das cenas mais emblemáticas do esporte, quando Jock Semple, escocês que comandava a prova com rigidez, tentou remover a atleta da prova em frente ao caminhão da imprensa. O registro fotográfico desse fato a transformou em um ícone do esporte.

Serviço
18 ª Corrida da Mulher
Data: 10 de março de 2019
Local de largada e chegada: Shopping Mueller – Av. Cândido de Abreu, 127 – Centro Cívico – Curitiba/PR
Distâncias: 6km, 10km e Corrida Kids
Horário da largada: 7h
Mais informações e inscrições: https://ticketagora.com.br/e/18-corrida-da-mulher-2019-7052
Realização e Organização: Associação Procorrer e Global Vita Sports

Anúncios

Publicado por Comando News

Consultoria em comunicação promove ações de relacionamento para fortalecimento de imagem institucional por meio de assessoria de imprensa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: