Blogueira de viagens há 4 anos, Priscila já visitou 29 países e conta o que uma mulher deve observar ao viajar sozinha para garantir que a viagem seja inesquecível pelos motivos certos

Comando News 20/07/2018 – Viajar sozinha é uma ótima oportunidade para conhecer mais a si mesma, se relacionar melhor com a cultura, arquitetura e costumes locais. Além disso, estar sozinha em um lugar desconhecido automaticamente faz a pessoa sair de sua zona de conforto e se abrir para conhecer novas pessoas e vivenciar outras experiências. Outro aspecto positivo de realizar uma viagem solo é poder fazer tudo no próprio ritmo, dando atenção àquilo que realmente é de interesse da viajante.

IMG-2423

Há 4 anos, a blogueira de viagens Priscila Kamoi decidiu deixar a carreira bem-sucedida em uma multinacional para viajar o mundo. Com suas economias, acumuladas nos 10 anos em que trabalhou no mercado corporativo, criou um blog sobre viagens e felicidade, o Jornada Kamoi – www.jornadakamoi.com. O resultado desses 48 meses como autora do blog foram mais de 29 países visitados, sendo que alguns deles ela decidiu conhecer sozinha. “Viajar sozinha para nós, mulheres brasileiras, é algo que ainda causa alguma estranheza, mesmo em pleno Século XXI. Mas, em outros países da Europa e Estados Unidos essa é uma prática muito comum,” afirma Priscila.

IMG-2459

A primeira viagem solo de Priscila foi para o Japão e para Dubai. “Só precisei de um minuto de coragem para acessar a internet e reservar o voo. Em geral, os japoneses não falam inglês e como eu não falo japonês, achei que não iria sobreviver. Mas o Japão é um dos países mais seguros do mundo e, fora a questão idiomática, tudo correu bem”, conta blogueira. Já em Dubai a história foi um pouco diferente. Segundo Priscila, ela se sentiu uma estranha no ninho, pois as pessoas olhavam muito para ela, até de forma constrangedora. “Em Dubai, as mulheres têm um vagão exclusivo no metrô e, apesar dos olhares insistentes, os homens respeitam o nosso espaço” avalia Kamoi.

IMG-2384

A primeira dica de Priscila para quem quer se aventurar sozinha mundo afora é: pesquise muito sobre o destino antes decidir visitá-lo. Dois aspectos que devem ser levados em conta também são cultura e religião. “É muito triste falar isso, mas o assédio que as mulheres sofrem em alguns países é proveniente do machismo e da forma como a mulher é tratada naquela sociedade”, explica a blogueira. De acordo com Priscila é melhor deixar de fora do roteiro países com esse perfil e investir em culturas mais evoluídas, liberais e lugares seguros, como Dinamarca, Nova Zelândia, Áustria, Suíça, Holanda, Finlândia, Suécia, Bélgica e Islândia. “Para começar a pesquisa,  sugiro dois sites o International Women´s Travel Center (http://www.internationalwomenstravelcenter.com) que tem rankings dos melhores e dos piores países para mulheres viajarem sozinhas e o Portal Consular do Itamaraty publica um alerta permanente sobre os cuidados que as mulheres brasileiras devem tomar no exterior (http://www.portalconsular.itamaraty.gov.br/antes-de-viajar/mulheres-em-viagens-ao-exterior)” aconselha Priscila Kamoi.

IMG-2433

Outra dica da especialista em viagens é que o cuidado deve ser redobrado, porque no destino não vai ter ninguém conhecido para ajudar em caso de emergência. “Na primeira vez que viajei solo tive mais medo por mim do que medo dos outros. Meu receio era ficar tão extasiada com o lugar e perder ou esquecer alguma coisa importante como o dinheiro, o cartão de crédito, o mapa, a bolsa ou o passaporte” alerta Kamoi. Para ela, é importante levar mais de um cartão de crédito desbloqueado, uma cópia do passaporte, seguro de viagem internacional e o endereço da repartição consular brasileira no destino (http://www.portalconsular.itamaraty.gov.br/rede-consular)

IMG-2414

A terceira dica é elaborar um roteiro bem organizado. “Se você estiver segura sobre todos seus passos no destino como onde vai se hospedar, de que forma vai se deslocar, quais passeios pretende fazer você nem precisa falar inglês para se virar no exterior” avisa Priscila. Portanto, sair do Brasil com toda a papelada organizada é fundamental e ajuda muito na hora de passar pela imigração do país de destino, por exemplo. Além disso, vale fazer um check list antes de embarcar. Verifique seu roteiro, dinheiro, cartões, reservas em hotéis, passagens aéreas e terrestres, mapas, seguro viagem, passaporte, vistos e vacinas.

IMG-2409“Viajar sozinha é legal, faz bem, você se conhece, reflete, valoriza algumas coisas da vida: conversas, risadas e, principalmente, a companhia. Você pensa muito, conversa com você mesma e admira coisas sozinha formando seu próprio olhar sobre o lugar” explica a blogueira. “Às vezes dá vontade de ter alguém por perto para compartilhar o fascínio por estar vendo algo extraordinário, mas para amenizar isso, criei o blog. Porém, ainda sim é bom arriscar e sair da nossa zona de conforto, nem que seja pelo menos uma vez na vida”, incentiva Kamoi.

Para saber mais sobre a Jornada da Priscila Kamoi:

Anúncios

Publicado por Comando News

Consultoria em comunicação promove ações de relacionamento para fortalecimento de imagem institucional por meio de assessoria de imprensa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: