Comando News – A edição de 2018 do Festival Internacional de Corais de Curitiba, o Cantoritiba, que acontece no Teatro Positivo entre os dias 1° e 4 de novembro terá a participação especial do maestro norte-americano Keith McCutchen confirmada. McCutchen é pianista, compositor, professor associado de música e diretor do Coral da Universidade Estadual do Kentucky (EUA). A seguir, o maestro fala mais sobre as influências do canto coral no Brasil e nos Estados Unidos, faz uma avaliação de grupos de canto coral em festivais e a popularização do canto coral.
Para você, quais são as principais qualidades do coral brasileiro? É muito diferente da música coral americana?
Keith McCutchen, D.M.A – Essa relação, em ambos os países, tem muitas camadas de identidade cultural. Estas identidades se revelam em pequenas comunidades que mantêm culturas, normas e influências musicais e, também, em comunidades culturais que refletem uma fusão de estilos entrelaçados.  Ambos os países têm ricas histórias culturais indígenas (embora a cultura nativa do Brasil esteja mais presente, atualmente, do que o do nativo americano cultura dos Estados Unidos) e têm ricos legados de tradições africanas, fundidos com modelos europeus. No Brasil, a influência da música europeia, sagrada e secular, remonta ao século XVI. Nós vemos exemplos de música coral que se espelha nos estilos musicais dos períodos renascentista e barroco através da modernidade.
Maestro_Keith_McCutchen
Como você avalia os grupos de canto coral?
Keith McCutchen, D.M.A – Os grupos de canto coral são avaliados sobre os elementos fundamentais da produção musical. Cantando juntos, em termos do uso dos elementos da música é essencial. Os elementos da dicção vocal e a qualidade do som do grupo varia dependendo do estilo musical e período. O canto vibrante, que tem uso energético de respiração coordenada com uma dicção bem executada, é sempre esperado. A capacidade de manter a energia vital da música do começo ao fim torna-se a referência para todos os concorrentes. Um pedaço de música conta uma história e/ou transmite um conjunto de significados.
Como você avalia a popularização dentro da tradição coral?
Keith McCutchen, D.M.A  – A popularização faz parte da nossa realidade cultural globalizada. Como eu disse no início, tanto o norte-americano quanto o sul-americano fundem diferentes elementos culturais originários das culturas indígena, africana e europeia a novos estilos que estão em constante mudança. Dessa mistura de culturas tiram o melhor do passado e o reexaminam, descartam alguns elementos e os transformam em novos modelos. Pessoalmente, adoro o fato de que a música de hoje exige uma ampla compreensão dos diferentes elementos e contextos culturais. Continuo a utilizar as melhores tradições de cada cultura dentro da minha própria música e também utilizo essa percepção da diversidade na avaliação dos grupos participantes do festival.
Sobre o Cantoritiba
O Festival Internacional de Corais de Curitiba, o CANTORITIBA, marca desde 2014 anualmente o calendário da cidade de Curitiba (Paraná/ Brasil) reunindo grupos de canto coral do Brasil e demais países da América Latina. Profissionais e amadores compõem este encontro musical que envolve mostras competitivas, não competitivas e palcos abertos.
Os corais participantes a cada ano encantam mais o público e atraem um número maior de pessoas em suas audições. Com apresentações gratuitas em locais públicos e outras com valores acessíveis em grandes teatros da cidade, o festival difunde este estilo musical milenar incentivando a profissionalização dos grupos e a formação de plateia.
Para coristas, além de se apresentar em grandes palcos e ter grande visibilidade através de mídias sociais e cobertura de imprensa, também é uma oportunidade de intercâmbio e intenso aprendizado. Para o público apresentações emocionantes, envolvendo um diversificado repertório e interpretado por corais com diferentes formações e estilos.
Serviço
5° Festival Internacional de Corais de Curitiba – CANTORITIBA
Data: 01 a 04 de novembro de 2018 – no Teatro Positivo
Inscrições de 1° de março a 30 de agosto de 2018 para corais – http://www.cantoritiba.com.br/Port/inscricao-2018/
Ingressos para plateia para cerimônia de abertura, encerramento (no Teatro Positivo),  mostras competitivas e não competitivas e cerimônia de premiação estão à venda no https://www.diskingressos.com.br/ .
Confira o vídeo de apresentação do festival https://youtu.be/DpHAsAuAw_4

Publicado por Comando News

Consultoria em comunicação promove ações de relacionamento para fortalecimento de imagem institucional por meio de assessoria de imprensa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: